Escrita criativa

O modelo de formação do Expert em Escrita Criativa assenta em aulas práticas de construção e leitura de textos que respondem a desafios lançados pelo formador. Estes desafios têm como objetivo limitar ao máximo a liberdade temática e formal da construção literária, de forma a que os redatores saiam da sua zona de conforto e sejam forçados a utilizar recursos criativos e estilísticos diferentes e inesperados. O Expert tem uma ambição experimental e abrangerá diversas áreas da criação de texto (publicidade, jornalismo, novela, lírica, ensaio, entre outras). Existem condições  para o desenvolvimento de atividades que transcendem o estrito âmbito da escrita, sendo possível trabalhar a declamação e representação dos textos produzidos (experiência de palco), bem como o seu cruzamento com a música, o vídeo, a animação e o design gráfico.

26 de Junho de 2018 a 19 de Julho de 2018

32 Horas

Campus Académico do Lumiar (Lisboa, Portugal)

240€

INSCREVE-TE

Plano de pagamentos
Pagamento da 1ª mensalidade (120€) no ato da inscrição;
Até ao dia 08 de Julho, pagamento da 2ª mensalidade (120€).

  • Os redatores deverão atingir níveis performativos acima das suas expectativas, de forma a que reformulem a conceção que têm dos seus próprios limites técnicos e artísticos.
  • Copywriters, licenciados ou profissionais nas áreas de marketing, publicidade, entre outras associadas;
  • Pessoas com interesse profissional ou lúdico em aprofundar skills de criação de texto (comercial ou literário).

Intervenção teórica:> Química e física do processo criativo. A importância da síntese na literatura universal (Homero, Cervantes, Tolstoi, Proust, James Joyce); O texto iniciático> Enquadramento conceptual: a importância no ato da criação;> Desafio: quem sou eu e o que faço aqui. Construção de texto com base nos 4 primeiros versículos do Evangelho de João (João 1:1-4). A economia> Enquadramento conceptual: Hemingway e Passos ou a arte da depuração novelística. Doe has a gun. Margaret goes Harvard. A bullet ends her pregancy.> Desafio: contar uma história com o menor número de palavras possível. Rescrever e depurar ao máximo cada texto. A redundância
> Desafio: escolha livre de uma consoante (com exceção do a). Redação de texto de tema livre com o maior número possível de palavras iniciadas com a consoante escolhida. Criação lexical> Enquadramento conceptual: a criação lexical em Alexandre O’Neill.> Desafio: Criação de breve texto (2 parágrafos) com inclusão do maior número possível de novos vocábulos - elaboração de dicionário com a definição desses vocábulos. TPC - Leitura das primeiras 4 páginas de Ulisses de James Joyce e de 2-4 páginas de D. Quixote de Cervantes.

Intervenção teóricaAs várias dimensões do texto em prosa; ferramentas da literatura; heróis e vilões; D. Quixote e Sancho Pança; Borges e a ambição universalista, as 24 horas de Bloom (Joyce). Criação de personagens> Enquadramento conceptual: estruturas da personagem literária; Aquiles e Ulisses, Paris e Helena, Cervantes e a influência dos seus dois heróis na história da literatura;> Desafio: criação de 2 ou mais personagens ficcionais.A linguagem BD> Enquadramento conceptual: Asterix e Obelix, Tintim e Capitão Haddock, Calvin & Hobbes: reflexos de uma dialética quixotesca;> Desafio: criação de diálogo entre dois dos personagens criados para tira. Realidade e ficção> Enquadramento conceptual: Jorge Luís Borges e os tradutores de As Mil e Uma Noites> Desafio: Criação de um relato biográfico que integre um dos personagens criados em situ- ações históricas concretas, interagindo com personagens reais.
Figuras de estilo> Enquadramento conceptual: Enumeração das figuras de estilo. Ovídeo, Kafka e a literatura transformista;> Desafio: Redação de um conto curto em que o protagonista (um dos personagens cria- dos) sofre uma metamorfose. Utilização do maior número possível de figuras de estilo e identificação destas em sinopse posterior. TPC - Leitura de 2-4 páginas da novela policial de Boris Vian, Irei Cuspir-vos nos Túmulos. Escolha de dois personagens da literatura fantástica/sci-fi.

As virtudes do mimetismo> Enquadramento conceptual: Nietzche e o super-homem contraintuitivo.> Desafio: Seleção de um escritor favorito. Escrever, ao jeito desse autor, um texto que sub- verta o papel do superherói (o herói criado na aula 2 - desprovido de super-poderes - vive numa sociedade de super-heróis).
 Literatura de género #01 - conto de natal> Enquadramento conceptual: Jorge Luís Borges e o inesperado como ferramenta do conto curto.> Desafio: Redação de um conto de Natal.
 Literatura de género #02 - o policial> Enquadramento conceptual: entre Raymond Chandler e Elmore Leonard: um percurso feito à lei da bala.> Desafio: Redação de um conto curto em que o protagonista (um dos personagens cria- dos) é um detetive privado com um assassinato por resolver.
 Literatura de género #03 - literatura fantástica> Enquadramento conceptual: Chesterton e a grande literatura, Tolkien e o espaço-tempo, Philp K. Dick e o sonho do androide.> Desafio: Redação de um conto curto fantástico/Sci-fi, com utilização dos personagens criados, bem como de 2 personagens da literatura fantástica escolhidos no tpc anterior. TPC - Leitura de um poema de Walt Whitman

Intervenção teórica> A multidimensionalidade do texto lírico. A epopeia em Homero e Camões; a guerra e a paz em Whalt Whitman; de Juvenal a Álvaro de Campos - a grande poesia das pequenas coisas, A canção em José Carlos Ary dos Santos; Haikus de Kobayashi e a tradição oriental. O som e a fúria> Enquadramento conceptual: Aliteração, rima e ritmo na Estrela da Tarde, de Ary dos Santos ;> Desafio: Redação de elegia fúnebre, destinada a ser cantada.>Elogio do constrangimento> Desafio: Escolha de uma figura geométrica. Redação de poema que con gure a forma geométrica escolhida.Objetivos mínimos: Haikus> Enquadramento conceptual: a poesia da insustentabilidade em Kobayashi;> Desafio: Redação de um Haiku. Guerra e paz #01> Enquadramento conceptual: O elogio da paz em Horácio;> Desafio: Redação de elogio lírico da paz. Guerra e paz #02> Enquadramento conceptual: O elogio da guerra em Walt Whitman;> Desafio: Redação de elogio lírico da guerra. TPC - Leitura do primeiro canto da Ilíada e de um poema de Álvaro de Campos.

A poesia do quotidiano> Desafio: Redação de um poema sobre o trânsito de Lisboa.> Enquadramento conceptual: A poesia das pequenas coisas em Juvenal e Álvaro de Campos. Epopeia> Enquadramento conceptual: A Ilíada de Homero, Os Lusíadas, de Camões. Declínio e Que- da do Império Romano de Edward Gibbon;> Desafio: Redação de breve poema épico sob o tema: Ascensão e Queda do Império da Casa Custódio Cardoso Pereira. TPC - Leitura do Manifesto Anti-Dantas, de Almada Negreiros.

Intervenção teóricaO modernismo português como arte panfletária. De Thomas Moore a Aldous Huxley: utopias e distopias. Manifesto #01> Enquadramento conceptual: Manifesto Anti-dantas de Almada Negreiros;> Desafio: Escolha de um herói da história universal. Redação de manifesto anti-herói. Manifesto #02> Enquadramento conceptual: A Cena do ódio de Almada Negreiros e Aviso Por Causa da Moral de Álvaro de Campos.> Desafio: Redação de discurso para abertura do 1o Congresso Internacional Dos Negadores do Aquecimento Global.Ensaio #01> Enquadramento conceptual: A utopia de Thomas Moore;> Desafio #01: Redação de ensaio utópico. Ensaio #02> Enquadramento conceptual: A Distopia de Aldous Huxley;> Desafio: Redação de crítica distópica.

Intervenção teórica guiãoTécnica de Guião. O guião televisivo segundo Aaron Sorkin. Guião> Desafio: Transformar o poema épico escrito na aula anterior numa série televisiva (episódio piloto); Intervenção teórica dramaturgiaSófocles, Shakspeare e o destino trágico da condição humana. Dramaturgia> Desafio: Redação de uma peça de teatro em 3 atos.

Cartas de amor> Enquadramento conceptual: As cartas de amor de Fernando Pessoa a Ophélia;> Desafio: Escrever a mais ridícula das cartas de amor. Carta Corporate> Desafio: informar os acionista de um banco sobre os resultados negativos do exercício contabilístico de 2017.

A Narrativa Jornalística - Print #01> Enquadramento conceptual: Notícia criminal do Correio da Manhã;> Desafio: Escrever “A História da Minha Vida” dentro dos canones do jornalismo sensacionalista. A Narrativa Jornalística - Radio #01> Enquadramento conceptual: A Guerra dos Mundos de H.G.Wells e a transmissão radiofónica de Orson Wells;
> Desafio: Redação de texto para relato radiofónico de uma invasão alienígena ou fenómeno apocalíptico.

Fundamentos de copywriting: Headline e slogan> Enquadramento conceptual: Anúncios de imprensa premiados no One Show> Desafio: criar um headline e um slogan para um outdoor hard-selling de uma rede de talhos (descontos na carne de porco). Campanha> Enquadramento conceptual: Campanha de suplementos alimentares da LGPharma;> Desafio: Criar uma campanha multimediática para um serviço, cuja publicitação seja bastante restringida pela lei da República Portuguesa (Sociedade de Advogados, por ex.).

Dar voz ao textoInterpretação do melhor episódio piloto para TV, da melhor peça de teatro e do melhor poema (escolhas dos formandos) no anfiteatro ao ar livre do Jardim dos Ulmeiros, em Telheiras. Evento realizado em parceira com a Cognac. Inclui produção de um vídeo e cocktail no estúdio, contiguo ao anfiteatro.

Paulo Hasse Paixão

Nascido em Lisboa (1967). Publicitário (copywriter e designer gráfico). Diretor Criativo da Cognac – Happy Workaholics. Co-autor da recolha de textos de escrita criativa “Jogging para Escribas”, editada pela Fenda (1998). Fundador e coordenador do Clube de Redacção Criativa de Lisboa (2001-2006). Formador de Escrita Criativa na Sponge – Hacking Knowledge (2014-16). Autor do blog Blogville e crítico literário no blog Deus Me Livro (2014-2017).

OBSERVAÇÕES
A Academia de Software reserva-se no direito de cancelar ou adiar a formação caso não atinja o número mínimo de formandos ou por motivos de força maior.
O valor recebido pelos formandos será restituído caso se verifique uma das situações descritas acima ou, creditado para outra(s) formações.
 A inscrição é validada com o pagamento no ato da inscrição. Deverás consultar o plano de pagamento da formação.